Brasil

Prevista para esta terça, divulgação de locais de prova do Enem é adiada

Prevista para esta terça-feira (18), a divulgação do cartão de confirmação de inscrição com o local de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 foi adiado pelo Ministério da Educação (MEC). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução

Por Gabriel Nascimento no dia 18 de Outubro de 2016 ⋅ 10:39

Prevista para esta terça-feira (18), a divulgação do cartão de confirmação de inscrição com o local de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 foi adiado pelo Ministério da Educação (MEC). De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), a previsão é de que eles sejam disponibilizados a partir da próxima quarta-feira (19).

É possível consultá-lo pelo site do exame na internet ou através do aplicativo do Enem. Desde o ano passado, os cartões não são impressos. O MEC disponibiliza apenas na versão digital. As provas estão marcadas para os dias 5 e 6 de novembro (sábado e domingo). No sábado, serão 4 horas e 30 minutos para os candidatos responderem questões de ciências humanas e de ciências da natureza. No domingo, serão 5 horas e 30 minutos para a prova de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação.

Segundo o MEC, todos os candidatos vão passar pela biometria, no momento em que assinarem a lista re presença nas salas. A medida será tomada para evitar fraudes. Cerca de 22 mil servidores federais vão trabalhar como certificadores com o coordenadores de prova, de acordo com o governo federal.

 

Notícias relacionadas

[Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual]
Brasil

Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 10:40 em Brasil

O custo das demissões foi calculado em cerca de R$ 731 milhões. As adesões voluntárias ao PDC ocorrerão por um período de 30 dias

[Inep divulga hoje notas do Enem]
Brasil

Inep divulga hoje notas do Enem

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Brasil

Mais de 4,1 milhões de estudantes já podem acessar a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação