Brasil

Atenção! Saiba como evitar o novo vírus do WhatsApp

Um novo vírus do WhatsApp, identificado pela empresa brasileira de segurança na web PSafe, é uma ameaça aos usuários curiosos do aplicativo. De acordo com a companhia, o vírus aparece como uma mensagem que, ao ser aberta, daria acesso a mensagens de outros usuários.

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Laura Lorenzo no dia 03 de Novembro de 2016 ⋅ 15:44

Um novo vírus do WhatsApp, identificado pela empresa brasileira de segurança na web PSafe, é uma ameaça aos usuários curiosos do aplicativo. De acordo com a companhia, o vírus aparece como uma mensagem que, ao ser aberta, daria acesso a mensagens de outros usuários. 

“Já é possível espiar as conversas de seus contatos do WhatsApp e ver com quem eles conversam”,  é o que diz o link compartilhado via mensagem no próprio aplicativo. “Realmente funcionou, e acabei descobrindo quem é amigo de verdade”

De acordo com o gerente da PSafe, Emilio Simoni, o vírus foi detectado após o bloqueio automático no celular de 100 mil usuários que já possuíam o antivírus da empresa instalado. “100 mil foi o número de vezes que o PSafe defendeu e bloqueou o vírus nos celulares. O índice pode ser muito maior”, declarou o gerente.

Ainda segundo Emilio, a ameaça aparece em forma de uma mensagem de um contato convidando as pessoas a baixarem a nova função. Ao abrir o link, o usuário é encaminhado para uma página online que solicita o compartilhamento com mais dez amigos para ativar o “WhatsEspião”. "O WhatsApp é aberto automaticamente e uma segunda página aparece, avisando que para finalizar a instalação é preciso fazer o cadastro”, explica o gerente. Após isso, a pessoa é encaminhada para outro endereço de SMS pago que solicita o número de telefone”, contou.

Ao inserir o número, o celular é infectado pelo vírus. Afetado pela ameça, é cobrada uma  tarifa automática, sem que o usuário perceba, além do risco dos dados guardados no aparelho serem roubados ou expostos. 

Mas existem formas de evitar a contaminação do seu aparelho. Veja:

  • 1. Instalar um antivírus com bloqueio antiphishing. A recomendação é do gerente de segurança da PSafe, Emilio Simoni. 
  • 2. Sempre desconfiar da origem dos conteúdos compartilhados e evitar clicar em links ou ofertas de descontos e promoções. “O WhatsApp nunca iria oferecer esse tipo de funcionalidade para espiar contatos, por isso é importante ficar atento e desconfiar”, disse Emílio.
  • 3. Suspeitar quando um contato ou um desconhecido compartilhar endereços de web ou arquivos de uma hora para outra. 
  • 4. Não clicar em links que informam novas versões do WhatsApp, as atualizações não são indicadas através de mensagens privadas aos usuários.
  • 5. Sempre apagar as suas conversas.
  • 6. Em seu WhatsApp, clique em Ajustes e abra a opção Uso de Dados. Lá é possível travar o download automático de mída – imagens, vídeos e documentos.
  • 7. Bloquear o celular com senha para certificar a sua privacidade.
  • 8. Só fazer downloads de aplicativos em lojas oficiais.

Notícias relacionadas