Brasil

Homem é preso suspeito de oferecer falsos empregos em órgãos federais

Na última segunda-feira (20), um homem foi preso em Goiânia, suspeito de oferecer empregos públicos que não existiam. De acordo com a Polícia Militar, o acusado foi identificado como Jean Fernando Soares, de 29 anos, que dizia ter parentesco com membros do Senado e da Câmara Federal. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/PM

Por Paloma Andrade no dia 21 de Julho de 2015 ⋅ 14:18

Na última segunda-feira (20), um homem foi preso em Goiânia, suspeito de oferecer empregos públicos que não existiam. De acordo com a Polícia Militar, o acusado foi identificado como Jean Fernando Soares, de 29 anos, que dizia ter parentesco com membros do Senado e da Câmara Federal. A namorada dele, a estudante de direito Vanessa Souza Domingues, de 23 anos, também foi detida suspeita de participar do esquema, já que os pagamentos eram realizados de uma conta bancária em seu nome.

As conversas de Jean pelo aplicativo WhatsApp mostram que ele oferecia também empregos nos ministérios Público e do Turismo e no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Em entrevista ao G1, a delegada responsável pelo flagrante, Carolia Paim, contou que as vítimas pagaram valores variados para obter as colocações nos órgãos federais. "Nós já identificamos pelo menos dez vítimas. Algumas pagavam entre R$ 2 mil e R$ 5 mil, mas outra chegou a depositar R$ 30 mil", explicou.


 

A polícia teve acesso ao acusado quando uma locadora de carros de São Paulo fez uma denúncia, alegando que Jean Fernando não pagava o aluguel de um carro há três meses. Após a denúncia, a corporação começou a monitorar o suspeito. No apartamento dele foram encontrados documentos de várias pessoas, cartões de crédito, além de relógios de marcas renomadas.

Jean Fernando Soares, quando questionado se era inocente, não negou a culpa. "Não inocente. Se estivesse inocente não estaria aqui algemado", afirmou. Jean vai ficar preso no 1º DP de Goiânia. Já a namorada Vanessa, que foi autuada por estelionato, será transferida para a carceragem feminina do 14º DP.

 

 

 

Notícias relacionadas

[Prefeito é assassinado no interior do Maranhão]
Brasil

Prefeito é assassinado no interior do Maranhão

Por Alexandre Galvão no dia 11 de Novembro de 2018 ⋅ 17:30 em Brasil

O inquérito sobre o assassinato está a cargo da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoas. A polícia ainda não se manifestou sobre o caso