Brasil

Graça Foster e Gabrielli ganharam pinturas de "alto valor", garante MPF

De acordo com as investigações da Operação Lava Jato, a Odebrecht que é uma das empresas suspeitas de envolvimento nos esquemas de corrupção da Petrobrás, presenteou com quadros e pinturas de "alto valor", ex-dirigentes da petrolífera, como José Sérgio Gabrielli e Graça Foster. A informação foi publicada no Estadão, por Ricardo Brandt nesta segunda-feira (27). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Estadão

Por Bárbara Gomes no dia 27 de Julho de 2015 ⋅ 09:22

De acordo com as investigações da Operação Lava Jato, a Odebrecht, que é uma das empresas suspeitas de envolvimento nos esquemas de corrupção da Petrobras, presenteou com quadros e pinturas de "alto valor" ex-dirigentes como José Sérgio Gabrielli e Graça Foster. A informação foi publicada no Estadão, por Ricardo Brandt nesta segunda-feira (27).

O Ministério Público Federal apresentou à Justiça Federal na sexta-feira (24), documentos  que encontrou na sede da construtora, nomeados de “Relação de Brindes Especiais-2010″, com lista de vários funcionários da Petrobrás. A denúncia do MPF  está descrita em 205 páginas, relatando que a Odebrecht efetuou o pagamento de R$ 389 milhões em propinas e agrados para ex-diretores da estatal, bem como: Paulo Roberto Costa e Renato Duque.

Os procuradores do MPF garantem que Rogério Araújo, executivo da construtora que foi preso em junho, é o responsável pelas anotações. E conforme consta na lista, chega-se a conclusão de que os brindes são pinturas de artistas renomados, como Alfredo Volpi, Romanelli, Gildo Meirelles e Oscar Niemeyer. 

Notícias relacionadas

[Sisu abre inscrições na terça]
Brasil

Sisu abre inscrições na terça

Por Aline Reis no dia 20 de Janeiro de 2019 ⋅ 18:00 em Brasil

Nesta edição, são mais de 235,4 mil vagas distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país.

[Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual]
Brasil

Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 10:40 em Brasil

O custo das demissões foi calculado em cerca de R$ 731 milhões. As adesões voluntárias ao PDC ocorrerão por um período de 30 dias

[Inep divulga hoje notas do Enem]
Brasil

Inep divulga hoje notas do Enem

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Brasil

Mais de 4,1 milhões de estudantes já podem acessar a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação