Brasil

Revolução Pernambucana e morte de Padre Roma completam 200 anos em 2017

Em 2017 o estado de Pernambuco lembra os 200 anos da Revolução de Pernambuco e da morte de Padre Roma, figura fundamental para o movimento que tirou o estado do domínio da Família Real Portuguesa [Leia mais...]

[Revolução Pernambucana e morte de Padre Roma completam 200 anos em 2017]
Foto : Divulgação/Governo de Pernambuco

Por Bárbara Silveira no dia 17 de Março de 2017 ⋅ 12:28

Em 2017 o estado de Pernambuco lembra os 200 anos da Revolução pernambucana e a morte do advogado José Inácio Ribeiro de Abreu e Lima, o Padre Roma, figura fundamental para o movimento que tirou o estado do domínio da Família Real Portuguesa. Junto com a Inconfidência Mineira e a Revolução dos Alfaiates, na Bahia, em 1798, formaram uma das maiores revoltas separatistas ocorridas no país. Descendente direto do padre, João Roma, que é chefe de gabinete da Prefeitura de Salvador, falou sobre a importância do momento histórico para o país e a relação com do episódio com a Bahia. 

“O padre Roma trazia consigo correspondências. Ele veio navegando de Pernambuco até a Bahia, foi interceptado pela tropa do Conde dos Arcos. O Conde dos Arcos queria que o padre Roma delatasse quem eram os líderes da revolução e ele não entregou ninguém. Esse ano comemoramos os 200 anos de morte do padre, que foi esse herói. Em 6 de março eclodiu a revolução em Pernambuco. Em 29 de março padre Roma foi condenado e morto. Quando ele chegou no Campo da Pólvora, em Salvador, para sua execução, ele estava calmo e na hora da execução ele virou para seus algozes e disse: ‘Senhores eu vos perdoo a minha morte’. Apontou para o coração e disse: ‘Aqui é a fonte da vida’”, lembrou.

De acordo com Roma, a revolução representou o fim do sufocamento para o povo pernambucano. “Eram impostos altíssimos pagos para Portugal, aqui na Bahia também havia esse sentimento de sufocamento. Mas a Bahia demorou, porque tinha a maior concentração de tropas portuguesas. A revolução na Bahia foi sufocada pelo conde dos Arcos. O governo republicano durou 3 meses”, disse.

Palestra em homenagem

Na próxima segunda-feira (20), uma palestra vai lembrar a importância do Padre Roma para a luta de libertação pernambucana. O evento será realizado no Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, às 17h. "E no dia 29 de março, o padre Abel, da paroquia de Santana, vai realizar uma missa, às 9h, em homenagem ao Padre Roma, além de homenagem ao aniversário de Salvador", disse Roma. 

 

 

Notícias relacionadas