Brasil

Suíça bloqueia mais de R$ 3 bilhões em contas de suspeitos na Lava Jato

A Suíça anunciou que congelou mais de 1 bilhão de francos suíços (R$ 3,08 bilhões) em contas de suspeitos envolvidos na Operação Lava Jato. De acordo com um documento publicado nesta quarta-feira (5) pelo Ministério Público da Confederação, os suíços revelam que, no ano passado, Berna abriu 20 novos inquéritos criminais envolvendo brasileiros e analisou mais de mil relações bancárias. [Leia mais...]

[Suíça bloqueia mais de R$ 3 bilhões em contas de suspeitos na Lava Jato]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 05 de Abril de 2017 ⋅ 15:21

A Suíça anunciou que congelou mais de 1 bilhão de francos suíços (R$ 3,08 bilhões) em contas de suspeitos envolvidos na Operação Lava Jato. De acordo com um documento publicado nesta quarta-feira (5) pelo Ministério Público da Confederação, os suíços revelam que, no ano passado, a capital do país, Berna, abriu 20 novos inquéritos criminais envolvendo brasileiros e analisou mais de mil relações bancárias.

Ainda segundo o texto, o MP confirma que investiga desde 2014 o caso envolvendo a Petrobras, especialmente por “lavagem de dinheiro agravada e atos de corrupção”.

Nos últimos números oficialmente divulgados pelo Ministério Público de Berna, em abril de 2016, US$ 800 milhões estavam congelados - cerca de 802 milhões de francos suíços. Desse total, cerca de 200 milhões de francos suíços foram restituídos às autoridades brasileiras. Se o ex-deputado Eduardo Cunha, já condenado em primeira instância, voltar a ser condenado, os valores de suas contas na Suíça também serão devolvidos.

Em 2016, 20 novos processos foram abertos pelos suíços, o que fez com que o total de inquéritos criminais conduzidos pelo MP de Berna sobre a Operação Lava Jato tenha superado 60 casos.

Notícias relacionadas