Brasil

Governo anuncia investimentos de R$ 186 bilhões em energia

Do total, R$116 bilhões serão investidos em obras de geração e R$ 70 bilhões em linhas de transmissão. Ao ampliar a oferta de energia, o governo busca ampliar a competitividade do setor, de forma a reduzir o custo da energia no país. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Camila Tíssia no dia 11 de Agosto de 2015 ⋅ 13:04

Com o intuito de dar celeridade aos projetos de ampliação de geração e de transmissão de energia no país, o governo federal lançou hoje (11) o Programa de Investimento em Energia Elétrica (PIEE), que prevê a aplicação de R$ 186 bilhões entre agosto de 2015 e dezembro de 2018. Do total, R$116 bilhões serão investidos em obras de geração e R$ 70 bilhões em linhas de transmissão.

Ao ampliar a oferta de energia, o governo busca ampliar a competitividade do setor, de forma a reduzir o custo da energia no país. Entre as obras planejadas, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, destacou, em entrevista à Agência Brasil, a construção das hidrelétricas de Tapajós e Jatobá, ambas no Rio Tapajós. “Nosso objetivo é fazer esses leilões até o final deste ano”, disse Braga. Segundo o Ministério de Minas e Energia, entre 2001 e 2014 a geração elétrica cresceu 67%, passando de 80 mil MW para 134 mil MW. 

Notícias relacionadas

[Sisu abre inscrições na terça]
Brasil

Sisu abre inscrições na terça

Por Aline Reis no dia 20 de Janeiro de 2019 ⋅ 18:00 em Brasil

Nesta edição, são mais de 235,4 mil vagas distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país.

[Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual]
Brasil

Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 10:40 em Brasil

O custo das demissões foi calculado em cerca de R$ 731 milhões. As adesões voluntárias ao PDC ocorrerão por um período de 30 dias

[Inep divulga hoje notas do Enem]
Brasil

Inep divulga hoje notas do Enem

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Brasil

Mais de 4,1 milhões de estudantes já podem acessar a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação