Brasil

Delegado afirma que é "humanamente impossível a Lava Jato estancar a corrupção"

Deflagrada nesta quinta-feira (13), a 18ª fase da Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção na Petrobras, identificou movimentações de valores até o mês passado. De acordo com a força-tarefa, dois repasses, sendo um deles de R$ 300 mil, foram realizados em junho. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 13 de Agosto de 2015 ⋅ 16:55

Deflagrada nesta quinta-feira (13), a 18ª fase da Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção na Petrobras, identificou movimentações de valores até o mês passado. De acordo com a força-tarefa, dois repasses, sendo um deles de R$ 300 mil, foram realizados em junho. De acordo com o delegado Igor Romário, que integra a força-tarefa, isso demonstra a "audácia" dos envolvidos em seguir com os atos ilícitos mesmo com o decorrer da operação. "É humanamente impossível a operação estancar a corrupção. Estamos falando de um esquema que pagou até o mês passado. Isso é quase um desafio às instituições do País", disse ele.

Notícias relacionadas

[Prefeito é assassinado no interior do Maranhão]
Brasil

Prefeito é assassinado no interior do Maranhão

Por Alexandre Galvão no dia 11 de Novembro de 2018 ⋅ 17:30 em Brasil

O inquérito sobre o assassinato está a cargo da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoas. A polícia ainda não se manifestou sobre o caso