Brasil

Ato no Instituto Lula defende Dilma e ex-presidente

O ato é um contraponto à manifestação da Avenida Paulista, quando manifestantes levaram faixas e cartazes para protestar contra a presidente Dilma Rousseff, como acontece em todo o país.

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / Agência Brasil

Por Camila Tíssia no dia 16 de Agosto de 2015 ⋅ 17:40

Com gritos de “não vai ter golpe”, petistas permaneceram, até o final da tarde deste domingo (16), concentrados em frente ao Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, em São Paulo, desde as 13h. No ato em defesa da democracia e do governo de Dilma Roussef, lideranças debatem o tema diante de um público estimado pela organização em 5 mil pessoas. A manifestação também é solidária ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O ato é um contraponto à manifestação da Avenida Paulista, quando manifestantes levaram faixas e cartazes para protestar contra a presidente Dilma Rousseff, como acontece em todo o país.

Acontece também no local a terceira edição da Jornada Pela Democracia, que reune, em debate, políticos, juristas, intelectuais e sindicalistas. O título desta edição é #NãoVaiTerGolpe. Em frente ao instituto o clima é de tranquilidade. Muitos manifestantes usam camisetas vermelha, cor do PT. 

Notícias relacionadas