Brasil

Aposentado é preso após ejacular em passageira de ônibus em São Paulo

Um aposentado foi preso em flagrante por ser suspeito de ejacular em uma passageira dentro de um ônibus em São Bernardo do Campo, cidade da região metropolitana de São Paulo. O caso foi registrado na noite da última quarta-feira (6), segundo informações da Secretaria de Segurança Pública paulista. [Leia mais...]

[Aposentado é preso após ejacular em passageira de ônibus em São Paulo]
Foto : Reprodução/YouTube

Por Matheus Simoni no dia 07 de Setembro de 2017 ⋅ 16:42

Um aposentado foi preso em flagrante por ser suspeito de ejacular em uma passageira dentro de um ônibus em São Bernardo do Campo, cidade da região metropolitana de São Paulo. O caso foi registrado na noite da última quarta-feira (6), segundo informações da Secretaria de Segurança Pública paulista.

Raimundo Gonçalves Coelho, de 60 anos, estava em pé dentro de um ônibus no centro da cidade quando ejaculou em uma mulher de 24 anos, que começou a gritar. Os passageiros, cobrador e motorista impediram a fuga do aposentado, segundo o boletim de ocorrência registrado na 1º DP de São Bernardo do Campo.

Na delegacia, a vítima contou ter notado um movimento estranho e quando olhou para trás, viu o aposentado com o pênis na mão. Coelho afirmou que estava em pé no ônibus e não conseguiu "conter seus instintos", conforme o boletim. O homem foi indiciado por estupro e teve a prisão preventiva decretada pela Justiça na manhã desta quinta (7).

Outro caso semelhante ganhou repercussão nacional na semana passada. Um rapaz de 27 anos, que já tinha 17 passagens pela polícia por crimes sexuais, foi preso após ejacular em uma mulher dentro de um ônibus na avenida Paulista. Após ser solto no dia seguinte, ele voltou a atacar uma mulher em um coletivo e foi preso novamente.

Notícias relacionadas

[Avianca cancela mais de mil voos até o próximo domingo]
Brasil

Avianca cancela mais de mil voos até o próximo domingo

Por Daniel Brito no dia 21 de Abril de 2019 ⋅ 19:00 em Brasil

18 aeronaves precisarão ser devolvidas a quatro empresas de leasing (arrendamento) que venceram ações judiciais para a retomada dos equipamentos por inadimplência