Brasil

"De volta para Canaã": líderes de seita investigada pela PF deixam presídio

De acordo com informações da Polícia Federal, a prisão temporária dos seis líderes da seita "Jesus, a Verdade que marca" venceu e eles foram soltos na madrugada deste sábado (22). Os dirigentes da organização religiosa foram presos acusados de manter fiéis em trabalho escravo. Cinco deles estavam no Presídio de Três Corações (MG) e outro em presídio de São Paulo (SP) [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Ag. Brasil

Por Bárbara Gomes no dia 22 de Agosto de 2015 ⋅ 15:03

De acordo com informações da Polícia Federal, a prisão temporária dos seis líderes da seita "Jesus, a Verdade que marca" venceu e eles foram soltos na madrugada deste sábado (22). Os dirigentes da organização religiosa foram presos na operação "De volta para Canaã" acusados de manter fiéis em trabalho escravo. Cinco deles estavam no Presídio de Três Corações (MG) e outro em presídio de São Paulo (SP), conforme publicação do G1.

Os suspeitos mantinham pessoas em fazendas no Sul de Minas Gerais, onde elas viviam em uma comunidade em sistema de divisão de produção, sendo que os fiéis entregavam todos os bens à seita. Os devotos viviam isolados, sem televisão, internet, além de dormirem separados dos parceiros.

A PF investiga documentos apreendidos na operação e tem até o início de setembro para concluir o inquérito. O delegado responsável pelas investigações, João Carlos Girotto, disse que ainda pode haver mais prisões.

Notícias relacionadas

[Prefeito é assassinado no interior do Maranhão]
Brasil

Prefeito é assassinado no interior do Maranhão

Por Alexandre Galvão no dia 11 de Novembro de 2018 ⋅ 17:30 em Brasil

O inquérito sobre o assassinato está a cargo da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoas. A polícia ainda não se manifestou sobre o caso