Brasil

Justiça Federal decide manter prisão preventiva de Joesley Batista

O juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal, decidiu em audiência de custódia realizada na tarde desta sexta-feira (15), em São Paulo, manter o empresário Joesley Batista preso preventivamente. Na determinação, o juiz argumentou que, se estivesse solto, o executivo não teria nenhuma dificuldade para fugir do Brasil, caso desejasse. [Leia mais...]

[Justiça Federal decide manter prisão preventiva de Joesley Batista]
Foto : Rovena Rosa/Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 15 de Setembro de 2017 ⋅ 17:57

O juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal, decidiu em audiência de custódia realizada na tarde desta sexta-feira (15), em São Paulo, manter o empresário Joesley Batista preso preventivamente. Na determinação, o juiz argumentou que, se estivesse solto, o executivo não teria nenhuma dificuldade em fugir do Brasil, caso desejasse.

Ainda de acordo com o entendimento de Gonçalves, o caso é de grande repercussão no país e, por isso, é preciso \"maior atenção que em outros casos que aconteceram\".

Joesley chegou à Justiça Federal por volta das 15h30, onde foi ouvido em audiência de custódia. A sessão começou às 16h30 e durou cerca de meia hora.

Notícias relacionadas