Brasil

Museu é acusado de pedofilia após artista nu interagir com criança; vídeo

Uma performance feita na abertura do 35º Panorama da Arte Brasileira no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo, na última terça-feira (26), tem causado bastante polêmica e revolta nas redes sociais. Internautas acusam o museu de incitar a pedofilia. Isso porque na apresentação, que foi viralizada na internet por meio de vídeos e fotos, o coreógrafo carioca Wagner Schwartz se apresenta totalmente nu e interage com uma criança de cerca de 4 anos[Leia mais...]

[Museu é acusado de pedofilia após artista nu interagir com criança; vídeo]
Foto : Reprodução

Por Paloma Morais no dia 29 de Setembro de 2017 ⋅ 15:18

Uma performance feita na abertura do 35º Panorama da Arte Brasileira no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo, na última terça-feira (26), tem causado bastante polêmica e revolta nas redes socias. Internautas acusam o museu de incitar a pedofilia. Isso porque na apresentação, que foi viralizada na internet por meio de vídeos e fotos, o coreógrafo carioca Wagner Schwartz se apresenta totalmente nu e interage com uma criança de cerca de 4 anos, que toca no corpo do homem enquanto ele está deitado com a barriga para cima. Outras pessoas também aparecem interagindo com Schwartz.

Essa mesma performance foi apresentada nos dias 19 e 20 de agosto no Instituto Goethe, em Salvador, onde outra criança também teria tocado no artista.

Em esclarecimento ao caso, o MAM afirmou, por meio de nota publicada na página do Facebook do museu, que a sala da apresentação tinha uma sinalização sobre o conteúdo de nudez e que "o trabalho não tem conteúdo erótico". "O trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, sobre a manipulação de objetos articuláveis", diz nota. A instituição também alegou que a criança estava na responsabilidade de sua mãe.

Confira:

 

Notícias relacionadas