Brasil

Em sabatina, Janot dispara: “Nunca vi caso tão grave como o da Petrobras"

Indicado pela presidente Dilma Rousseff (PT) para mais um mandato à frente da Procuradoria Geral da República (PGR), Rodrigo Janot está sendo sabatinado por uma comissão de senadores nesta quarta-feira (26). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Matheus Morais no dia 26 de Agosto de 2015 ⋅ 12:20

Indicado pela presidente Dilma Rousseff (PT) para mais um mandato à frente da Procuradoria Geral da República (PGR), Rodrigo Janot está sendo sabatinado por uma comissão de senadores nesta quarta-feira (26). Para ser mantido no cargo, ele precisa ter seu nome aprovado pela CCJ do Senado e, posteriormente, pelo plenário principal da Casa.

"A minha motivação para tentar a recondução ao cargo não se presta à satisfação do ego ou à sofreguidão do poder. Não é isso que me move. Me move a firme vontade de continuar a servir à minha nação. Vvenho aqui após ter tido o reconhecimento de 799 colegas do MPF e de ter sido indicado pela presidente da República", declarou Janot em sua primeira manifestação na sabatina do Senado.

Na oportunidade, Janot disse ainda que nunca viu um caso de corrupção grave como o da Petrobras, defendeu as delações premiadas e disse ainda que o Ministério Público deve se pautar pelo ditado 'pau que bate em Chico, bate em Francisco'.

Notícias relacionadas

[Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual]
Brasil

Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 10:40 em Brasil

O custo das demissões foi calculado em cerca de R$ 731 milhões. As adesões voluntárias ao PDC ocorrerão por um período de 30 dias

[Inep divulga hoje notas do Enem]
Brasil

Inep divulga hoje notas do Enem

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Brasil

Mais de 4,1 milhões de estudantes já podem acessar a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação