Brasil

Crise de refugiados venezuelanos será solucionada até o fim do ano, promete Temer

O presidente Michel Temer foi a Boa Vista (RR) nesta segunda-feira (12) para discutir a crise dos imigrantes venezuelanos que tem chegado a Roraima e já equivalem a 10% da população do estado. O emedebista afirmou que vai solucionar a questão dos vizinhos que chegaram ao Brasil para fugir da crise econômica até o fim do ano. [Leia mais...]

[Crise de refugiados venezuelanos será solucionada até o fim do ano, promete Temer]
Foto : Beto Barata/PR

Por Laura Lorenzo no dia 12 de Fevereiro de 2018 ⋅ 17:30

O presidente Michel Temer foi a Boa Vista (RR) nesta segunda-feira (12) para discutir a crise dos imigrantes venezuelanos que tem chegado a Roraima e já equivalem a 10% da população do estado. O emedebista afirmou que vai solucionar a questão dos vizinhos que chegaram ao Brasil para fugir da crise econômica até o fim do ano.

Temer disse que não vai fechar as fronteiras e que foi pessoalmente à cidade para ter uma visão mais real do problema da migração, que, segundo ele, vai chegar aos estados restantes do país. Na visita, contudo, o mandatário nacional não passou pelas ruas e praças de Boa Vista, onde vivem cerca de 40 mil venezuelanos em extrema pobreza.

“Os venezuelanos vão criar problemas para outros estados brasileiros se não tomarmos providências. Este é o aspecto principal. Precisamos preservar as fronteiras e os empregos dos brasileiros, mas não podemos deixar de receber os refugiados que vem para cá em situação de miserabilidade absoluta“, disse Temer.

Entre as medidas mais urgentes, ele prometeu dobrar o número de militares na fronteira e instalar um hospital de campanha para atender às necessidades dos refugiados. Temer disse ainda que vai liberar os recursos necessários para organizar e conter o avanço da migração.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Delator do Fifagate, J. Hawilla morre aos 74 anos]
Brasil

Delator do Fifagate, J. Hawilla morre aos 74 anos

Por Metro1 no dia 25 de Maio de 2018 ⋅ 20:30 em Brasil

J. Hawilla fez um acordo de delação com a justiça norte-americana para revelar as irregularidades em contratos comerciais de várias competições esportivas