Brasil

PGR defende que Pizzolato pague integralmente multa de R$ 2 mi por Mensalão

O ex-diretor de Marketing do BB passou a cumprir pena em regime semiaberto em maio de 2017

[PGR defende que Pizzolato pague integralmente multa de R$ 2 mi por Mensalão]
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 18 de Setembro de 2018 ⋅ 18:00

A procuradora-geral da República Raquel Dodge solicitou que o Supremo Tribunal Federal determine ao ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato o pagamento integral da multa aplicada pela condenção na Ação Penal 470, o processo do Mensalão. 

Como alternativa, a chefe da PGR propõe que Pizzolato indique bens para a penhora. O ex-diretor de Marketing do BB passou a cumprir pena em regime semiaberto em maio de 2017.

Ele recebeu autorização para o pagamento parcelado da multa mensal de R$ 2.175, desde que comprovasse mensalmente o recolhimento das parcelas, sob pena de regressão do regime.

Condenado por peculato, lavagem de dinheiro e corrupção passiva na ação do Mensalão, Pizzolato recebeu pena de 12 anos e 7 meses de prisão.

Notícias relacionadas