Brasil

Diretor do Museu Nacional cobra celeridade em obras emergenciais

Cientistas não podem entrar no edifício enquanto o trabalho de escoramento das paredes do palácio não é finalizado

[Diretor do Museu Nacional cobra celeridade em obras emergenciais]
Foto : Tomaz Silva/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 02 de Outubro de 2018 ⋅ 18:20

As obras emergenciais no Museu Nacional foram iniciadas no dia 21 de setembro após a liberação de quase R$ 9 milhões do Ministério da Educação, mas ainda falta segurança para que os cientistas possam trabalhar no local.

O diretor do complexo, Alexandre Kelnner, cobra rapidez na reestruturação do prédio. Ele afirma que "toda vez que chove, o museu perde um pouquinho".

Os profissionais não podem entrar no edifício enquanto o trabalho de escoramento das paredes do palácio não é finalizado. As obras emergenciais devem terminar em seis meses, mas os especialistas acreditam que, antes disso, já deve ser possível entrar no local para retirar algumas peças.

O diretor do museu afirmou ter ficado contente com o auxílio do MEC nas obras, mas cobrou das autoridades urgência no envio de mais ajuda financeira.

Notícias relacionadas

[Decano da Lava Jato se aposenta do MPF]
Brasil

Decano da Lava Jato se aposenta do MPF

Por Kamille Martinho no dia 18 de Março de 2019 ⋅ 20:00 em Brasil

Carlos Fernando dos Santos Lima pretende atuar para o setor privado dando cursos e consultorias na área de compliance

[Número 2 do MEC defende educação baseada em Deus]
Brasil

Número 2 do MEC defende educação baseada em Deus

Por Aline Reis no dia 17 de Março de 2019 ⋅ 08:30 em Brasil

A pastora evangélica Iolene Lima, indicada pelo ministro Ricardo Vélez para assumir o posto de número 2 no MEC, contou em 2014 como é a Educação na escola em que era dire...