Brasil

Operação Sem Fundos: dinheiro desviado da obra da Torre Pituba teria financiado campanhas do PT

Segundo o MPF, propina era repassada por meio de doações ou através de um emissário do ex-tesoureiro da legenda

[Operação Sem Fundos: dinheiro desviado da obra da Torre Pituba teria financiado campanhas do PT]
Foto : Divulgação / Polícia Federal

Por Juliana Rodrigues no dia 23 de Novembro de 2018 ⋅ 09:00

Investigações do Ministério Público Federal (MPF) apontam que 1% do valor da obra da Torre Pituba, sede da Petrobras em Salvador que é alvo da Operação Lava Jato na manhã de hoje (22), teria financiado campanhas do PT. As informações são da rádio CBN.

Com o nome de Operação Sem Fundos, a 56ª fase da Lava Jato cumpre 68 mandados de busca e apreensão, 14 de prisão temporária e 8 de preventiva.

Segundo o MPF, o dinheiro desviado da obra, oriundo de contratos superfaturados pelas construtoras OAS e Odebrecht, foi repassado ao PT por meio de doações ao Diretório Nacional da legenda ou através de um emissário do ex-tesoureiro João Vaccari Neto, que recebia as quantias em espécie.

Além de cumprir mandados na Bahia, a 56ª fase da Operação Lava Jato realiza ações nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. A operação foi autorizada pela juíza federal Gabriela Hardt, substituta na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba.

Notícias relacionadas