Brasil

MEC vai investigar mudança no edital dos livros didáticos

Com a mudança nos livros didáticos, as publicações poderiam não conter referências bibliográficas e seria liberada a publicação de publicidade e erros de revisão e impressão

[MEC vai investigar mudança no edital dos livros didáticos]
Foto : Luis Fortes/MEC

Por Marina Hortélio no dia 10 de Janeiro de 2019 ⋅ 18:00

O Ministério da Educação (MEC) vai abrir uma sindicância para investigar o que aconteceu no caso da mudança do edital dos livros didáticos.

A especulação é de que os funcionários podem ter tirado partes do texto para boicotar o atual ministro da Educação, Ricardo Vélez. Entretanto, algumas pessoas afirmam que um servidor pode ter mandado o link errado do edital para o Diário Oficial da União.

Ontem (9), foi revelada a mudança nos livros didáticos que serão entregues em 2020 nas escolas do ensino fundamental. Com as medidas, as publicações poderiam não conter referências bibliográficas, também havia sido retirado o item que impedia publicidade e erros de revisão e impressão. O MEC anunciou a anulação da medida.

Como o edital estava datado do dia 28 de dezembro, o governo Jair Bolsonaro culpou a gestão Temer pelo edital. O texto foi publicado no Diário Oficial do dia 2 de janeiro, quando Bolsonaro já era presidente.

Notícias relacionadas

[Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual]
Brasil

Eletrobras vai abrir plano de demissão consensual

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 10:40 em Brasil

O custo das demissões foi calculado em cerca de R$ 731 milhões. As adesões voluntárias ao PDC ocorrerão por um período de 30 dias

[Inep divulga hoje notas do Enem]
Brasil

Inep divulga hoje notas do Enem

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Brasil

Mais de 4,1 milhões de estudantes já podem acessar a quanto obtiveram em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação