Brasil

João de Deus e esposa são indiciados por porte ilegal de arma

A investigação se baseou nas buscas e apreensões realizadas na resistência do médium nas cidades goianas da Abadiânia e Anápolis

[João de Deus e esposa são indiciados por porte ilegal de arma]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 10 de Janeiro de 2019 ⋅ 17:20

O médium João de Deus e a esposa, Ana Keyla Teixeira, foram indiciado hoje (10) pela Polícia Civil, pelo crime de porte ilegal de arma.

A investigação, que foi finalizada hoje, teve com base as buscas e apreensões realizadas na resistência do médium nas cidades goianas da Abadiânia e Anápolis.

De acordo com a delegada responsável pelas investigações, Karla Fernandes, o líder espiritual também foi indiciado por crime sexual, supostamente cometido em 2016, contra uma mulher que mora atualmente em São Paulo.

Ainda segundo a delegada, outras três investigações que estavam em andamento serão arquivadas por extinção de punibilidade, quando o acusado não ser mais punido porque a conduta prescreveu.

Notícias relacionadas