Brasil

BBB 19: Delegacia de Crimes Raciais do RJ abre inquérito para denunciar racismo no reality

Nas redes sociais, participantes do jogo também são acusados de intolerância religiosa

[BBB 19: Delegacia de Crimes Raciais do RJ abre inquérito para denunciar racismo no reality]
Foto : Reprodução / TV Globo

Por Metro1 no dia 11 de Fevereiro de 2019 ⋅ 12:30

Após declarações de participantes do Big Brother Brasil 19 levarem a acusações de racismo e intolerância religiosa nas redes sociais, a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância do Rio de Janeiro informou, em nota enviada ao jornal Extra, que está apurando os casos.

"De acordo com informações da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) foi instaurado inquérito para apurar o ocorrido. As investigações estão sob sigilo", diz o comunicado.

O caso mais recente envolveu o participante Maycon, que disse ter sentido um arrepio ao ouvir "músicas esquisitas" no momento em que viu Gabriela e Rodrigo dançando Jorge Aragão. "Cumprimentei (a Gabi e o Rodrigo), conversei, de repente eu senti um arrepio. Começou a tocar umas músicas esquisitas. Olhei para os dois, num sincronismo legal. Achei legal, juro por Deus. De repente, comecei a olhar e escutar uns negócios. 'Não faça igual a eles'. Aí veio Jesus Cristo em minha mente. 'Não para aqui. Para a vida inteira. Se fizer igual a eles, eles ganharão mais força'. Eu não sou doido", disse Maycon, ontem (10).

Na semana passada, a participante Paula foi acusada de intolerância religiosa ao se referir à ligação de Rodrigo com as religiões de matriz africana. "Eu tenho muito medo do Rodrigo. Ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum deles lá, que ele conhece. Eu tenho medo disso, mas nosso Deus é maior", disse a BBB.

Notícias relacionadas

[PF deflagra 60ª Fase da Operação Lava Jato]
Brasil

PF deflagra 60ª Fase da Operação Lava Jato

Por Clara Rellstab no dia 19 de Fevereiro de 2019 ⋅ 07:39 em Brasil

Os mandados são cumpridos em endereços ligados a Paulo Vieira de Souza e ao ex-senador pelo PSDB Aloysio Nunes Ferreira Filho