Brasil

'Perdemos um tipo de jornalista raro', comenta Ancelmo Gois sobre morte de Boechat

O colunista ressaltou que a voz de Boechat se vai “em um momento no qual nós precisamos de mais vozes, enfrentar certa barbárie, pensamento tosco e sentimento atrasado"

['Perdemos um tipo de jornalista raro', comenta Ancelmo Gois sobre morte de Boechat]
Foto : Reprodução/Canal Brasil

Por Clara Rellstab no dia 12 de Fevereiro de 2019 ⋅ 09:01

Substituto de Ricardo Boechat no jornal O Globo, em 2001, Ancelmo Gois conversou, em entrevista à Rádio Metrópole hoje (12), sobre a morte do colega.

“Nós perdemos um tipo de jornalista que eu desconfio que é raro, ele era uma personalidade do mundo brasileiro, destacada e influente”, comentou.

O colunista ressaltou que a voz de Boechat se vai “em um momento no qual nós precisamos de mais vozes, precisamos enfrentar certa barbárie, pensamento tosco e sentimento atrasado".

“Eu substitui o Boechat no O Globo e ele fez questão de me procurar, me ajudar, e se reunir comigo. Torcer pelo sucesso do cara que vai substituí-lo é um gesto muito que vem só pessoas extremamente generosas podem fazer isso”, resumiu.

Notícias relacionadas

[PF deflagra 60ª Fase da Operação Lava Jato]
Brasil

PF deflagra 60ª Fase da Operação Lava Jato

Por Clara Rellstab no dia 19 de Fevereiro de 2019 ⋅ 07:39 em Brasil

Os mandados são cumpridos em endereços ligados a Paulo Vieira de Souza e ao ex-senador pelo PSDB Aloysio Nunes Ferreira Filho