Brasil

PGR quer investigação sobre propinas para políticos do MDB

A manifestação foi enviada na última sexta-feira (12), ao Supremo Tribunal Federal (STF)

[PGR quer investigação sobre propinas para políticos do MDB]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 15 de Abril de 2019 ⋅ 15:00

A Procuradoria-Geral da República (PGR) entendeu que o caso dos suposto recebimento de "vantagem indevida" das empresas NM Engenharia e Odebrecht Ambiental, recebido por políticos do MDB, "estão associados diretamente ao esquema investigado pela operação". As informações foram divulgadas pela Secretaria de Comunicação Social da Procuradoria.

A manifestação foi enviada na última sexta-feira (12), ao Supremo Tribunal Federal (STF), em contrarrazões ao agravo regimental (recurso) da defesa do ex-senador Valdir Raupp, pelo MDB de Rondônia, contra decisão do ministro Edson Fachin, relator, que determinou o envio para a Justiça Federal do Rio. Para o ex-parlamentar, as investigações devem ser conduzidas pela Justiça Federal no Distrito Federal.

No documento, o vice-procurador-geral da República, no exercício das atribuições de procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, reitera os argumentos apresentados pela PGR em recurso de fevereiro contra a decisão de Fachin.

Mariz Maia destaca que a 13ª Vara Federal de Curitiba é preventa para os processos da Lava Jato, entendidos como aqueles que tenham como alvo crimes contra a Petrobras.

Notícias relacionadas

[‘Mordaça', diz Marco Aurélio sobre censura]
Brasil

‘Mordaça', diz Marco Aurélio sobre censura

Por Kamille Martinho no dia 18 de Abril de 2019 ⋅ 17:40 em Brasil

"Não se trata de censura. A Constituição fala em censura prévia e é clara quanto ao abuso no conteúdo divulgado", argumentou