Brasil

Bolsonaro diz que incêndios não podem gerar sanções ao Brasil

Presidente afirmou que incêndios florestais existem em todo o mundo e não pode ser usado como pretexto

[Bolsonaro diz que incêndios não podem gerar sanções ao Brasil]
Foto : Reprodução

Por Danielle Campos no dia 24 de Agosto de 2019 ⋅ 11:01

O presidente Jair Bolsonaro realizou na noite desta sexta-feira (23) um pronunciamento em escala nacional para anunciar providências em relação às queimadas e o desmatamento na Amazônia. Ainda nesta sexta-feira, o presidente deu autorização para atuação das Forças Armadas na região e argumentou que os incêndios florestais não pode gerar sanções internacionais ao Brasil.

Bolsonaro afirmou que incêndios florestais existem em todo o mundo e que isso não pode ser usado como pretexto para possíveis sanções internacionais. "O Brasil continuará sendo, como foi até hoje, um país amigo de todos e responsável pela proteção de sua Floresta Amazônica", disse. Ele também declarou que o seu governo tem compromisso no combate à criminalidade e isso também se aplica à área ambiental. 

O decreto assinado pelo presidente, que autoriza o uso das Forças Armadas, é válido para regiões de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal. Roraima e Rondônia já solicitaram a ação dos militares.

No pronunciamento, Bolsonaro criticou as manifestações, pois, segunde ele, podem "espalhar dados e mensagens infundadas, dentro e fora do Brasil, não contribui para resolver o problema e se prestam apenas ao uso político e à desinformação". 

Notícias relacionadas