Brasil

Miliciano e PM ligado a Brazão tramaram morte de Marielle, diz Curicica

As afirmações foram dadas em depoimentos prestados por Curicica à Polícia Federal e a procuradores da República

[Miliciano e PM ligado a Brazão tramaram morte de Marielle, diz Curicica]
Foto : Reprodução

Por Kamille Martinho no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 15:20

O miliciano Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, afirmou ter participado de um encontro onde o chefe do "Escritório do Crime" e um policial militar que trabalhou como assessor do político Domingos Inácio Brazão, discutiram, no entendimento dele, o assassinato da vereadora Marielle Franco. As informações são do Uol.

As afirmações foram dadas em depoimentos prestados por Curicica à Polícia Federal e a procuradores da República, no presídio federal de Mossoró (RN). 

A PF e a Procuradoria-Geral da República (PGR) consideram Brazão o principal suspeito de ordenar o atentado que resultou na morte de Marielle e do motorista Anderson Gomes.

Curicica disse aos investigadores que, na reunião, ele não teria entendido do que se tratava, "porém tempos depois associou que a fala poderia ser referente à morte da vereadora Marielle Franco".

Notícias relacionadas

[Mega-Sena sorteia R$ 3 mi hoje]
Brasil

Mega-Sena sorteia R$ 3 mi hoje

Por Lara Curcino no dia 19 de Outubro de 2019 ⋅ 10:27 em Brasil

Concurso será às 20h; apostas podem ser feitas até 19h