Brasil

PSL poderia ter acabado se não desse sigla a Bolsonaro, diz líder do governo

A afirmação foi dada em meio à discussão sobre a saída de Bolsonaro do partido

[PSL poderia ter acabado se não desse sigla a Bolsonaro, diz líder do governo]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 14 de Outubro de 2019 ⋅ 16:20

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL-GO), defendeu que o PSL teria acabado se não fosse a filiação do presidente Jair Bolsonaro. A afirmação foi dada em meio à discussão sobre a saída de Bolsonaro do partido. Ele ainda defendeu que a sigla continue aliada à atual gestão federal.

Major Vitor Hugo se reuniu hoje (14) com Bolsonaro e, segundo a Folha de S. Paulo, o presidente disse que não deixará o partido no curto prazo e que o acesso à prestação de contas da sigla definirá seu rito de desfiliação.

"O mais importante para quem está desse lado é a manutenção do vínculo e da lealdade com o presidente. O PSL é um partido que teria muito provavelmente acabado se não tivesse dado a legenda para o presidente, por causa da cláusula de legenda que foi imposta pela lei", disse o líder do governo.

Notícias relacionadas