Brasil

SUS pretende usar inteligência artificial para agilizar atendimentos

A iniciativa cria uma rede nacional de dados que permite que usuários do SUS tenham perfis acessíveis por qualquer profissional de saúde

[SUS pretende usar inteligência artificial para agilizar atendimentos]
Foto : Marcello Casal/Arquivo/Agência Brasil

Por Metro1 no dia 12 de Novembro de 2019 ⋅ 20:00

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o programa Conecte SUS, em fase de testes no estado de Alagoas, é o primeiro passo para informatizar e modernizar a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde, o SUS.  As informações são da Agência Brasil.

A iniciativa cria uma rede nacional de dados que permite que usuários do SUS tenham perfis acessíveis por qualquer profissional de saúde. Dessa forma, todos os procedimentos e recursos utilizados por esses pacientes estarão disponíveis em um banco online. De acordo com o ministério, dados como vacinação, procedimentos cirúrgicos, exames, consultas regulares e medicamentos receitados constarão na ficha médica do paciente.

De acordo com o ministro, o uso de tecnologia para criar filtros e estabelecer parâmetros nos atendimentos agilizará as filas de espera e, também, auxiliará na distribuição de recursos estaduais e municipais de forma mais inteligente.

A expectativa do ministro é que metade dos estados brasileiros esteja ligada ao Conecte SUS até o final de 2021. 

Notícias relacionadas

[STJ manda soltar ex-governador Luiz Fernando Pezão]
Brasil

STJ manda soltar ex-governador Luiz Fernando Pezão

Por Kamille Martinho no dia 10 de Dezembro de 2019 ⋅ 18:20 em Brasil

Pezão foi preso em novembro do ano passado. Ele é réu na Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, acusado de integrar esquema de corrupção