Brasil

Apoiador de Bolsonaro, antropólogo é preso ao tentar impedir trabalho do Ibama

Agentes do Ibama retiravam o gado do local quando Edward Luz apareceu e começou a gravar a abordagem com próprio celular

[Apoiador de Bolsonaro, antropólogo é preso ao tentar impedir trabalho do Ibama]
Foto : Reprodução/ Facebook

Por Juliana Almirante no dia 17 de Fevereiro de 2020 ⋅ 10:20

O antropólogo e militante bolsonarista Edward Luz foi detido ontem (16), quando tentava impedir a fiscalização do Ibama no território indígena Ituna Itatá, na região de Altamira (PA), de acordo com a Folha.

Os agentes do Ibama retiravam o gado do local quando Edward Luz apareceu e começou a gravar a abordagem com próprio celular. Ele falou que estava no local para fazer cumprir uma ordem do ministro do Meio Ambiente, com quem se encontrou e teria entrado em acordo de que "nenhum patrimônio de população em situação de fragilidade seria destruído".

O comandante da operação, Roberto Cabral, advertiu o antropólogo de que ele estava dentro de terra indígena e pediu que saísse, sob a pena de ser preso em flagrante. Diante da recusa, Luz foi algemado.

Horas depois, o antropólogo foi solto e distribuiu um áudio em que exorta os invasores da terra indígena a resistir às autoridades: “Quem está com a casa ameaçada, permaneça”.

Procurado pela reportagem, o procurador Daniel Azeredo, da 4ª Câmara desmentiu a versão de Edward Luz.

 “O antropólogo está sem qualquer razão. A operação do Ibama se desenrola dentro da lei, e ele não pode interferir ou atrapalhar”, disse.

Notícias relacionadas