Cidade

Bafômetro: 30% dos motoristas se negam a realizar o teste

Durante as blitzes realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran) foi constatado que 30% dos motoristas convidados, se negam a fazer o teste do bafômetro. A afirmação foi feita pelo diretor do órgão, Maurício Bacelar, durante entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (28). [Leia mais...]

[Bafômetro: 30% dos motoristas se negam a realizar o teste]
Foto : Divulgação / Detran

Por Camila Tíssia e Matheus Morais no dia 28 de Dezembro de 2015 ⋅ 08:58

Durante as blitzes realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran) foi constatado que 30% dos motoristas convidados, se negam a fazer o teste do bafômetro. A afirmação foi feita pelo diretor do órgão, Maurício Bacelar, durante entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (28). "Quem não sopra é multado, tem a carteira de habilitação suspensa por 24h e é aberto um processo para que seja suspenso o direito de dirigir. Além disso, a multa neste caso é no valor de R$ 1914,00", disse.

Além de dirigir sob o efeito de bebida alcoólica - que acarreta a perda direta da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) - o motorista que cometer outras infrações e atingir o máximo de pontos no documento é submetido a um processo administrativo, mas os pontos podem ser zerados, de acordo com Bacelar.  "Nós emitimos, em novembro e dezembro, 150 mil cartas notificando os motoristas para que seja suspenso o direito de dirigir. A gente conta os 28 pontos assim: a partir do dia que se recebe a primeira multa, é contado um ano. Quem perdeu o direito, de dirigir tem que ir ao Detran, depositar sua carteira de habilitação, passar por um curso no Detran e depois se submeter a um teste teórico", afirmou.

Notícias relacionadas