Cidade

Sem rotina de estudo, baiano tem nota histórica no Enem: "Focar nas aulas"

O feito do estudante baiano Leonardo Rigo, de 17 anos, é para deixar qualquer pai, mãe e professor morrendo de orgulho. Estudante do 3º ano do ensino médio, Leonardo conquistou a maior nota de todos os tempos em matemática na avaliação: 1.008,3. [Leia mais...]

[Sem rotina de estudo, baiano tem nota histórica no Enem:
Foto : Arquivo Pessoal

Por Bárbara Silveira no dia 09 de Janeiro de 2016 ⋅ 15:47

O feito do estudante baiano Leonardo Rigo, de 17 anos, é para deixar qualquer pai, mãe e professor morrendo de orgulho. Estudante do 3º ano do ensino médio no colégio Oficina, Leonardo conquistou a maior nota de todos os tempos em matemática na avaliação: 1.008,3. 

Ao Metro1 na tarde deste sábado (9), após muita comemoração, o estudante deu o caminho das pedras para quem quer se dar bem na prova. "Eu não tinha rotina fixa [de estudo]. Até porque, tem dias que a gente está cansado. Para quem vai fazer o Enem esse ano, eu aconselho a pessoa a ficar com a cabeça bem leve, tranquila, para absorver o máximo possível nas aulas", dá a dica.

Apesar de focar na explicação dos professores, o estudante não abria mão das revisões fora da sala de aula. "Tem que estudar também, mas a aula é o principal. A impressão que eu tive foi que a prova não cobrava nada muito aprofundado, são os temas mas sem aprofundar. Então, é importante ter uma noção básica de tudo", afirma. Passado o momento de comemoração, Leonardo vai ter que decidir qual caminho seguir. "Ainda não escolhi o curso e a faculdade, estou pensando", conta.

Mesmo ainda sem confirmação oficial do Ministério da educação, outros dois estudantes, do Piauí e de São Paulo, alcançaram a mesma pontuação do baiano.

Notícias relacionadas

[Universidade Católica de Salvador completa 57 anos ]
Cidade

Universidade Católica de Salvador completa 57 anos

Por Metro1 no dia 18 de Outubro de 2018 ⋅ 09:55 em Cidade

A instituição foi inaugurada pelo 1º Grão Chanceler, D. Augusto Álvaro Cardeal da Silva e teve como primeiro reitor o Monsenhor Eugênio de Andrade Veiga (1962-1979)