Cidade

Após acordo com empresários e PM, rodoviários desistem de greve

Em entrevista ao Metro1, o presidente do sindicato da categoria, Hélio Ferreira, afirmou que sobre a PLR, ficou definido que os empresários pagariam um bônus de R$ 1,5 milhão referente ao ano de 2015. Esse valor será dividido entre todos os profissionais que trabalham na capital baiana. [Leia mais...]

[Após acordo com empresários e PM, rodoviários desistem de greve]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Camila Tíssia no dia 12 de Janeiro de 2016 ⋅ 08:24

A Participação nos Lucros e Resultados das empresas (PLR) e a falta de segurança dentro dos ônibus eram as principais reclamações dos rodoviários, em Salvador. Após ameaça de greve, o impasse terminou. Em entrevista ao Metro1, o presidente do sindicato da categoria, Hélio Ferreira, afirmou que sobre a PLR, ficou definido que os empresários pagariam um bônus de R$ 1,5 milhão referente ao ano de 2015. Esse valor será dividido entre todos os profissionais que trabalham na capital baiana. 

"Sobre esse tema, ficamos resolvidos e não vamos paralisar as atividades. A situação ficou resolvida após reunião com empresários e prefeitura. Para 2016, foi firmado um acordo para a implantação da PLR, que vale a partir deste mês de janeiro. E a partir do momento que cada trabalhador for atingindo as metas ele já pode receber R$ 700,00 - podendo chegar até R$ 3 mil no final de cada ano", explicou Hélio.

Questionado sobre a segurança nos coletivos, o presidente do Sindicato dos Rodoviários falou que houve uma reunião, também, com o Comando Geral da Polícia Militar, que garantiu um policiamento intensivo. "Foi prometido que vão mobilizar cerca de 40 viaturas para monitoramento de ônibus e nos corredores dos terminais das estações, além de um policiamento maior nos finais de linhas dos bairros. No carnaval, teremos reuniões diariamente para fazer balanços e definir estratégias para o dia seguinte", disse. 

Notícias relacionadas