Cidade

Ressaltando democracia da festa, Miguez nega crise no Carnaval de Salvador

Durante entrevista à Rádio Metrópole, na manha desta segunda-feira (1º), o vice-reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Paulo Miguez, falou sobre as músicas que fazem sucesso no carnaval. “Muitas das canções carnavalescas fazem blague com a crise. As canções de carnaval sempre fizeram críticas aos problemas”, afirmou. [Leia mais...]

[Ressaltando democracia da festa, Miguez nega crise no Carnaval de Salvador]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Paloma Andrade e Matheus Morais no dia 01 de Fevereiro de 2016 ⋅ 07:59

Durante entrevista à Rádio Metrópole, na manha desta segunda-feira (1º), o vice-reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Paulo Miguez, falou sobre as músicas que fazem sucesso no carnaval. “Muitas das canções carnavalescas fazem blague com a crise. As canções de carnaval sempre fizeram críticas aos problemas”, afirmou.

Miguez aproveitou para falar sobre a folia que, segundo ele, é uma festa que se renova a cada ano.  “Eu gosto da ideia de sermos um país disposto para a festa. Não há crise no carnaval. Eu penso que o Carnaval democrático são jeitos de momos, não permitir que a festa fique presa a um só modelo durante muito tempo. Nós na Bahia estamos experimentando, o modelo da festa acabou produzindo um certo aprisionamento. O conjunto de pequenas fanfarras rompendo o tempo oficial da festa. O Fuzuê e o Furdunço vem mostrando isso. A resposta a isso foi positiva, é algo que vai crescer e consolidar”.

De acordo com Miguez, apesar das dificuldades, a festa não pode deixar de ser realizada. "Na Bahia inventaram um espaço fantástico para Carnaval que é a Praça Castro Alves. Alguns clandestinos iam para a praça, os gays, por exemplo. A festa não impede a gente de enfrentar as dificuldades. Fazer a festa é sabedoria. O Carnaval hoje é mais democrático, houvem um período que proibiram o tambor e os afoxés. Mas o Caranaval é uma a arena de conflitos. Imaginar uma festa sem confilto é festa familiar", opinou.

 

Notícias relacionadas

[AI-5 é uma 'mancha na vida do Brasil', diz MK; ouça]
Cidade

AI-5 é uma 'mancha na vida do Brasil', diz MK; ouça

Por Metro1 no dia 13 de Dezembro de 2018 ⋅ 08:48 em Cidade

Aniversário de 50 anos do decreto que endureceu a ditadura militar foi um dos assuntos trazidos por Mário Kertész em comentário na Rádio Metrópole