Cidade

Ações contra o Aedes são desenvolvidas pela prefeitura durante o carnaval

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recomenda para os foliões que estão curtindo o maior Carnaval e precisam entrar na guerra contra o mosquito Aedes aegypti, que evite jogar na rua latinhas de cerveja e de refrigerante ou qualquer objeto que possibilite o acúmulo de água [Leia mais...]

[Ações contra o Aedes são desenvolvidas pela prefeitura durante o carnaval]
Foto : Divulgação/ AGECOM Salvador

Por Alaine Brasil no dia 06 de Fevereiro de 2016 ⋅ 19:21

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recomenda para os foliões que estão curtindo o maior Carnaval e precisam entrar na guerra contra o mosquito Aedes aegypti, que evite jogar na rua latinhas de cerveja e de refrigerante ou qualquer objeto que possibilite o acúmulo de água. Para isso, equipes foram instaladas na rodoviária e no aeroporto para distribuir panfletos educativos e orientar as pessoas que estão chegando ou saindo da cidade. Além disso, 60 máquinas portáteis foram adquiridas pela Prefeitura para serem utilizadas em locais onde há presença de mosquitos na fase adulta. Até agora, as equipes de controle aos mosquitos da dengue, zika e chikungunya fizeram 25 bloqueios em residências com suspeita de infestação durante a folia. Foram feitas também 54 borrifações nos circuitos oficiais e alternativos do Carnaval, aeroporto, rodoviária, em ruas com alta infestação do mosquito e em colégios. Equipes também foram capacitadas para reforçar a guerra contra o mosquito, inclusive da Marinha.  Além dos postos para atendimento, a SMS mantém ativo o número de telefone 3202-1808 para atender denúncia de locais suspeitos e que podem ser criadouros. Até a Quarta-feira de Cinzas, equipes agentes de combate às endemias e militares do Exército Brasileiro estarão de plantão dando seguimento ao enfrentamento ao mosquito.

Notícias relacionadas

[Médico infectologista Rodolfo Teixeira morre aos 89 anos]
Cidade

Médico infectologista Rodolfo Teixeira morre aos 89 anos

Por Matheus Simoni no dia 21 de Outubro de 2018 ⋅ 08:30 em Cidade

Professor Emérito da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e entusiasta da área de pesquisa, ele foi um idealizadores do Centro de Estudos Egas Mo...