Cidade

Casos de agressão física caem 18% em relação ao ano passado no Carnaval

Os módulos assistenciais à saúde montados na folia já contabilizam 5.103 atendimentos até às 6h desta terça-feira (09). Comparado ao mesmo período em 2015, houve um aumento de 12% no número de registros, considerando que neste ano a Prefeitura promoveu mais um dia oficial de Carnaval, que foi a quarta-feira (03). [Leia mais...]

[Casos de agressão física caem 18% em relação ao ano passado no Carnaval]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Jessica Galvão no dia 09 de Fevereiro de 2016 ⋅ 15:27

Os módulos assistenciais à saúde montados na folia já contabilizam 5.103 atendimentos até às 6h desta terça-feira (09). Comparado ao mesmo período em 2015, houve um aumento de 12% no número de registros, considerando que neste ano a Prefeitura promoveu mais um dia oficial de Carnaval, que foi a quarta-feira (03). As principais causas de admissões nos postos continuam sendo os atendimentos clínicos sendo responsáveis por 74% do total das ocorrências. O posto do Farol da Barra (810) também permanecem liderando o número de entradas, seguido das unidades na Ademar de Barros (708), Piedade (653) e Sabino Silva (580).

"Tivemos uma segunda-feira bastante tranquila, um aumento de apenas 3% do número de atendimento em comparação com a segunda-feira do ano passado. O destaque foi o decréscimo significativo nos casos de agressão física em torno de 18%", declarou José Antonio Rodrigues Alves, secretário municipal de Saúde, durante entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (09), na Sala de Imprensa Oficial do Carnaval, no Campo Grande.

Outro dado que tem chamado a atenção das equipes de saúde que estão atuando na folia momesca é a redução significativa dos casos de intoxicação alcoólica. Enquanto no penúltimo dia da festa no ano passado os registros de atendimentos por embriaguez somavam 588 ocorrências, esse ano os módulos receberam 515 foliões com o quadro clínico de alcoolemia, decréscimo de 12% no comparativo.

Comentarios

Notícias relacionadas