Cidade

"Se eu flexibilizar não precisa de gestão", diz Rosemma sobre regras no Carnaval

Sobre as reclamações, a secretária de Ordem Pública de Salvador, Rosemma Maluf, diz que as normas do Carnaval ou do comércio informal são pré-estabelecidas com antecedência. A afirmação foi feita em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta terça-feira (16). [Leia mais...]

[
Foto : Reprodução / Agecom Salvador

Por Camila Tíssia e Gabriel Nascimento no dia 16 de Fevereiro de 2016 ⋅ 07:17

Os vendedores ambulantes de Salvador terminaram mais um Carnaval insatisfeitos, em 2016. A Prefeitura disponibiliza as regras, algumas não são cumpridas e alguns trabalhadores são penalizados. Sobre as reclamações, a secretária de Ordem Pública de Salvador, Rosemma Maluf, diz que as normas do Carnaval ou do comércio informal são pré-estabelecidas com antecedência. A afirmação foi feita em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta terça-feira (16).

"Isso é bem interessante esclarecer. Não existe surpresa ou mudanças de regras durante a festa. O que foi apreendido estava irregular. Todos sabem que potenciais em armas brancas eram proibidos, espetinhos garfos, garrafas de vidro, carrinhos de mão, pranchões... Pense numa festa no Campo Grande com milhares de pessoas e um pranchão ou um carrinho daquele no meio. Aí alguém corta a perna ou tropeça e cai. Sempre coloco que minha gestão é feita com sensibilidade e firmeza. Se eu flexibilizar não precisa de gestão", falou.

Notícias relacionadas