Cidade

Sequestradores de cabeleireira são condenados a 90 anos de prisão

Os 12 envolvidos no sequestro da cabeleireira e empresária Arlethe Silva Patez foram condenados a noventa e oito anos e quatro meses de prisão, se somadas as penas. O julgamento aconteceu no dia 3 de fevereiro e foi conduzido pelo juiz Ricardo Schimith, titular da 12ª Vara Criminal. [Leia mais...]

[Sequestradores de cabeleireira são condenados a 90 anos de prisão]
Foto : Divulgação/Polícia Civil

Por Bárbara Silveira no dia 17 de Fevereiro de 2016 ⋅ 16:53

Os 12 envolvidos no sequestro da cabeleireira e empresária Arlethe Silva Patez foram condenados a noventa e oito anos e quatro meses de prisão, se somadas as penas. O julgamento aconteceu no dia 3 de fevereiro e foi conduzido pelo juiz Ricardo Schimith, titular da 12ª Vara Criminal.

A Justiça decidiu que a maior pena seria a de Andresson Lopes Oliveira, o Gordo, que era marido de uma funcionária do salão e arquitetou o crime. Ele foi condenado a 13 anos.  A menor pena foi a de Filipe Assis Lima, de quatro anos e oito meses. Ele ajudou o soldado PM Solemar Alves Campos, lotado na 41ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), a roubar o veículo utilizado no sequestro e a levou até o local do cativeiro, na cidade de Wenceslau Guimarães. O policial militar foi condenado a 13 anos.

De acordo com a Polícia Civil, Romildo de Jesus Oliveira, o Binho, e Edicléia Silva Santos foram condenados a 13 anos de prisão também. Já os outros integrantes da quadrilha, Manoel Candido da Paz, o Pastor, José Evandro de Oliveira Santos, o Vando, Inael Moura de Jesus, o Beibe, e João Santos Souza ganharam, respectivamente, as condenações de oito, 10, 11 e 12 anos de prisão. Outros três envolvidos no crime ainda estão sendo procurados pela polícia.

Notícias relacionadas

[Imóvel pega fogo em Fazenda Grande 4]
Cidade

Imóvel pega fogo em Fazenda Grande 4

Por Luiza Leão no dia 15 de Agosto de 2018 ⋅ 16:40 em Cidade

Segundo a corporação, não houve vítimas e outras residências próximas não foram atingidas