Cidade

Escritora baiana fala sobre obra que relata romance no Império Romano

Um romance do império romano. Esta é a história do livro R.O.M.A. – Poder, Honra, Amor e Glória, da escritora baiana Ligia Viana, que foi lançado recentemente. Em entrevista à Rádio Metrópole, nesta quinta-feira (18), a escritora falou como surgiu a ideia e como foi a produção da obra, que, segundo ela, foi escrita sem planos para ser publicada. [Leia mais...]

[Escritora baiana fala sobre obra que relata romance no Império Romano ]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Camila Tíssia e Gabriel Nascimento no dia 18 de Fevereiro de 2016 ⋅ 13:15

Um romance do império romano. Esta é a história do livro R.O.M.A. – Poder, Honra, Amor e Glória, da escritora baiana Ligia Viana, que foi lançado recentemente. Em entrevista à Rádio Metrópole, nesta quinta-feira (18), a escritora falou como surgiu a ideia e como foi a produção da obra, que, segundo ela, foi escrita sem planos para ser publicada.

"Quando comecei a escrever escrevia pra mim mesmo. Comecei a gostar da história e mostrei para umas pessoas de confiança e me disseram que estava bom. Começaram a se interessar pelo resto, e ficava essa cobrança. Aí eu me animei. Surgiu independente do local e do tempo, a ideia surgiu ficou amadurecendo um tempo, depois tornava a pegar e chegou a um momento que eu tinha que decidir em que tempo e local isso se passava", disse. 

Ligia afirmou que o primeiro capítulo do livro já estava escrito quando ela começou a pensar em publicar, mas precisava escolher o local da história. "Quando a gente tava lançando o livro eu falei que ele poderia estar acontecendo em qualquer lugar, e um romance trata do amor entre um soldado e uma escrava, e poderia se passar em outro local, com uma roupagem diferente mas o mote seria o mesmo. Eu tinha que definir um local e como gosto muito de romances históricos achei interessante, até porque faz com que você pesquise mais sobre", pontuou.

A escritora ainda falou sobre inspirações e elogios de quem já leu a sua obra. "O relato das pessoas que compram e leem é que não conseguem parar de ler, que querem chegar logo o final pra escrever e elogiam o modo que escrevo. Gostei de tantos personagens que fiz mais outro e acabou virando uma trilogia. Já estou fazendo o terceiro. O segundo estou vendo se lanço nesse primeiro semestre, mas é difícil. Toda vida gostei muito de ler, e sempre gostei de coisas históricas", completou.

Notícias relacionadas