Cidade

Operação Acarajé: obras de arte e carro de luxo são apreendidos em Salvador

A 23ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta segunda-feira (21) na Bahia,Rio de Janeiro e São Paulo investiga o uso de contas em nome de várias offshores no exterior que teriam sido utilizadas por seus responsáveis ou beneficiários para pagamentos e recebimentos de vantagens indevidas. [Leia mais...]

[Operação Acarajé: obras de arte e carro de luxo são apreendidos em Salvador]
Foto : Divulgação/Receita

Por Bárbara Silveira no dia 22 de Fevereiro de 2016 ⋅ 09:43

A 23ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta segunda-feira (21) na Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo investiga o uso de contas em nome de várias offshores no exterior que teriam sido utilizadas por seus responsáveis ou beneficiários para pagamentos e recebimentos de vantagens indevidas.

Nomeada de Operação Acarajé, em Salvador, a PF e a Receita Federal apreenderam obras de arte e carros de Luxo em condomínios no Corredor da Vitória e no Litoral Norte. Segundo a PF, já foram cumpridos um mandado de prisão, um de condução coercitiva e quatro de busca e apreensão.

Um dos alvos, o publicitário baiano João Santana. Há indícios de que ele possui contas no exterior, com origem não declarada. O marqueteiro coordenou as campanhas da presidente Dilma Rousseff e participou da campanha da reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006. 

Com madados de prisão em aberto, João Santana e a sua esposa, Monica Moura, que estão na República Dominicana, aguardam uma ordem oficial da Polícia Federal para retornarem ao Brasil. A afirmação foi feita por Mônica em entrevista à Globo News. Questionada sobre a volta, Mônica foi enfática: "Claro [que voltariam]. É só chegar algo oficial até nossos advogados." Segundo a PF, outras duas pessoas que tiveram mandados de prisão expedidos estão no exterior: Fernando Migliaccio da Silva e Benedicto Barbosa da Silva Júnior. 

Comentarios

Notícias relacionadas