Cidade

Laudo descarta agressão a menino de 5 anos que caiu de prédio em Brotas

O laudo cadavérico de Guilherme Oliveira Yokoshiro, de 5 anos, que morreu após cair do sexto andar do prédio em que morava no bairro de Brotas, em novembro de 2015, indicou que não há sinais de violência e sim fraturas decorrentes da queda. [Leia mais...]

[Laudo descarta agressão a menino de 5 anos que caiu de prédio em Brotas]
Foto : Reprodução/Correio

Por Gabriel Nascimento no dia 24 de Fevereiro de 2016 ⋅ 06:55

O laudo cadavérico de Guilherme Oliveira Yokoshiro, de 5 anos, que morreu após cair do sexto andar do prédio em que morava no bairro de Brotas, em novembro de 2015, indicou que não há sinais de violência e sim fraturas decorrentes da queda. A informação foi confirmada na última terça-feira (23), pela delegada responsável pela investigação, Maria Dail. "Não foi encontrada nenhuma lesão de violência, apenas fraturas. O laudo aponta ainda que o menino caiu em pé", disse.

O laudo ainda não chegou nas mãos da delegada. "Já mandei um ofício para o DPT (Departamento de Polícia Técnica) cobrando, acredito que no começo de março eles enviem", informou a delegada. A demora no envio se dá por conta da análise da rede de proteção, feita fora do DPT. Dail disse ainda que busca ouvir o responsável pela instalação da rede no apartamento. "Os pais não se lembram, pois já tem mais de dois anos, estamos tentando descobrir, ouvir vizinhos para ver se localizamos", relatou.

 

Notícias relacionadas