Cidade

Disque Dengue contabiliza 1.434 denúncias de focos do Aedes aegypti

O canal disponibilizado pela Prefeitura para comunicar focos dos mosquitos transmissores da dengue, zika e chikungunya, o Disque Dengue, já recebeu até 18 de fevereiro deste ano, 1.434 notificações de possíveis criadouros. [Leia mais...]

[Disque Dengue contabiliza 1.434 denúncias de focos do Aedes aegypti]
Foto : Reprodução

Por Jessica Galvão no dia 24 de Fevereiro de 2016 ⋅ 15:21

O canal disponibilizado pela Prefeitura para comunicar focos dos mosquitos transmissores da dengue, zika e chikungunya, o Disque Dengue, já recebeu, até 18 de fevereiro deste ano, 1.434 notificações de possíveis criadouros. 

Segundo a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Gerusa Moraes, o serviço, que começou a operar uma semana antes do Carnaval, é importante no enfrentamento ao problema. “A participação da população nesta campanha é primordial. É preciso que haja uma mudança no comportamento porque todos já sabem o que fazer”, disse.

O Disque Denúncia, criado em 2015, tem se consolidado como uma ferramenta de grande importância no combate à infestação. Através das denúncias, a central conseguiu mapear as localidades que possuem maior número de criadouros, como Pituba com 98 registros, Caminho das Árvores com 40, Brotas com 39, Itapuã com 38 e Rio Vermelho com 34.

Gerusa diz que as demandas recebidas pelo call center são tratadas pela coordenação do CCZ e distribuídas para as 19 equipes encarregadas de realizar as vistorias nas residências. No total, 1.900 profissionais estão envolvidos no combate à epidemia, que atualmente possui o Índice de Infestação Predial (IIP) de 1.8%.

Lembrando que para solicitar ao Centro de Controle de Zoonoses a visita dos agentes de endemias, ou denunciar possíveis focos dos mosquitos, a população deve ligar para a central, através do telefone 3202-1808. O serviço funciona de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 17h. 

Notícias relacionadas