Cidade

Operação Faxinaço recolhe sucatas para combater Aedes aegypti

Agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Secretaria de Ordem Pública (Semp) e da Guarda Municipal realizam em Salvador a Operação Faxinaço, com o objetivo de identificar proprietários das sucatas e realizar a remoção. Para combater o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus a força-tarefa montada pela Prefeitura utiliza diversas formas para mapear os focos. "A escolha dos locais é feita baseada em um mapeamento realizado por nossa equipe e também por denúncias dos moradores", disse a coordenadora de serviços diversos da Semop, Janete Garcia. [Leia mais...]

[Operação Faxinaço recolhe sucatas para combater Aedes aegypti]
Foto : Divulgação/Bruno Concha/Agecom

Por Matheus Simoni no dia 03 de Março de 2016 ⋅ 19:40

Agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Secretaria de Ordem Pública (Semp) e da Guarda Municipal realizam em Salvador a Operação Faxinaço, com o objetivo de identificar proprietários das sucatas e realizar a remoção. Para combater o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus a força-tarefa montada pela Prefeitura utiliza diversas formas para mapear os focos. "A escolha dos locais é feita baseada em um mapeamento realizado por nossa equipe e também por denúncias dos moradores", disse a coordenadora de serviços diversos da Semop, Janete Garcia.

Durante a manhã desta quinta-feira (3) as equipes percorreram diversos bairros, como Pituba, Itapuã, São Caetano e Comércio. A estimativa de reboques para esta quinta-feira é de pelo menos dez veículos identificados como possíveis criadouros do mosquito. "Esta operação começou há 15 dias. Até o momento já removemos 105 veículos considerados como foco do vetor. Hoje podemos chegar a 115", prevê a coordenadora.

Entre todas as áreas percorridas nesta quinta-feira, o Stiep foi o local com maior número de sucatas. No Centro de Convenções oito veículos abandonados foram removidos com larvas do vetor, um deles era criadouro de roedores. No dia anterior, no bairro da Liberdade, uma sucata que era criadouro do vetor foi rebocada.

Notícias relacionadas