Cidade

Funcionários do jornal A Tarde divulgam abaixo assinado contra Piatra

Os funcionários do grupo A Tarde divulgaram nesta terça-feira (8) um abaixo assinado criticando gestores da Piatra SP Participações e Invest Consultoria Eirelli - Me / DX3 Investimentos Empresarial Ltda, que estiveram à frente da empresa cerca de um mês. [Leia mais...]

[Funcionários do jornal A Tarde divulgam abaixo assinado contra Piatra]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 08 de Março de 2016 ⋅ 18:52

Os funcionários do grupo A Tarde divulgaram nesta terça-feira (8) um abaixo assinado criticando gestores da Piatra SP Participações e Invest Consultoria Eirelli - Me / DX3 Investimentos Empresarial Ltda, que estiveram à frente da empresa cerca de um mês. Segundo os representantes do jornal, vários trabalhadores foram prejudicados com a "desestabilização" da rotina dos funcionários, que teria sido provocada pelos novos donos do periódico.

"A preocupação dos trabalhadores é agravada por notícias de maus antecedentes empresariais em outras operações destes gestores, que resultaram em acusações e processos que correm na Justiça, na Bahia e em outros estados", afirma o abaixo-assinado.

Confira o texto na íntegra:

Nós, funcionários do Grupo A TARDE abaixo assinados, comunicamos as dificuldades enfrentadas no período em que gestores da Piatra SP Participações e Invest Consultoria Eirelli - Me / DX3 Investimentos Empresarial Ltda estiveram à frente da empresa (02/02/2016 a 03/03/2016), negativamente marcado pelo agravamento da crise pela qual A TARDE vinha passando nos últimos meses.
 
A gestão confusa, e que causou considerável desestabilização na rotina dos trabalhadores, resultou em atraso de 27 dias para pagamento total dos salários; suspensão da cobertura de plano de saúde dos funcionários (Promedica); atraso dos tickets alimentação e refeição; além do descumprimento de prazos previamente acordados com a gestão anterior – e assumidos pelos novos gestores – para regularização de pendências como o pagamento da 2ª parcela do 13º salário de 2015, regularização de férias, além do pagamento de indenizações a cerca de 160 colegas demitidos, previstas em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto ao Ministério Público do Trabalho. Acrescente-se o desgaste de promessas não cumpridas, prazos ignorados e absoluta falta de transparência e perspectivas quanto ao destino da empresa.
 
A preocupação dos trabalhadores é agravada por notícias de maus antecedentes empresariais em outras operações destes gestores, que resultaram em acusações e processos que correm na Justiça, na Bahia e em outros estados (documentos e links em anexo).
 
Diante do exposto, os trabalhadores repudiam a gestão da Piatra SP Participações e Invest Consultoria Eirelli - Me / DX3 Investimentos Empresarial Ltda, que transformou as grandes dificuldades já enfrentadas em completo caos. Os funcionários também exigem que, com a retomada da gestão anterior desde o dia 04/03/2016, os ajustes necessários sejam imediatamente efetuados, para que todos os profissionais que tanto têm contribuído para manter a empresa de pé – juntamente com os colegas demitidos – tenham seus direitos plenamente respeitados.
 
Salvador, 08 de março de 2016

Notícias relacionadas