Cidade

Bellintani detalha reserva de jornada dos professores: "Iniciativa pioneira"

Os dados sobre a implantação da reserva de jornada na rede municipal de ensino, foram apresentados pelo secretário de Educação, Guilherme Bellintani, durante reunião na manhã desta sexta-feira (11), em Salvador. [Leia mais...]

[Bellintani detalha reserva de jornada dos professores:
Foto : Camila Tíssia/Metropress

Por Gabriel Nascimento e Camila Tíssia no dia 11 de Março de 2016 ⋅ 10:56

Os dados sobre a implantação da reserva de jornada na rede municipal de ensino, foram apresentados pelo secretário de Educação, Guilherme Bellintani, durante reunião na manhã desta sexta-feira (11), em Salvador. R$ 80 milhões serão investidos anualmente.

De acordo com Bellintani, a medida dá mais tempo ao professor para tratar sobre outras questões escolares. "Até o ano passado, o professor da rede municipal era contratado para ficar por 40 horas. Ele ficava todas essas horas dentro da sala de aula. Com o plano de carreiras, um dos itens do plano sendo a reserva de jornada, o professor fica um terço fora da sala de aula, para atividades pedagogicas, correção de trabalhos, atendimento aos pais, preparação de aulas", disse.

Ainda segundo o secretário, a iniciativa é pioneira. "Salvador, com a implantação da reserva de jornada, está entrando no patamar de menos de 1% dos municípios brasileiros que têm a reserva. É um direito do professor. Tomamos uma decisão quase inédita, sobretudo sobre as grandes cidades", disse. Bellintani disse ainda que mais de 1000 professores substitutos foram contratados por meio de concurso público exclusivamente para a reserva de jornada. "Foram empossados até ontem 573", finalizou.

 

Notícias relacionadas