Cidade

Três anos após inauguração, Via Expressa segue sem elevadores nas passarelas

O Jornal da Metrópole continua acompanhando a saga das passarelas e dos elevadores da Via Expressa Baía de Todos os Santos. Inaugurada em novembro de 2013 com pompa e circunstância pelo então governador do estado, Jaques Wagner (PT), a via é uma das maiores obras de mobilidade urbana entregues pelo governo baiano em Salvador, porém ainda apresenta [Leia mais...]

[Três anos após inauguração, Via Expressa segue sem elevadores nas passarelas]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Morais no dia 19 de Março de 2016 ⋅ 08:00

O Jornal da Metrópole continua acompanhando a saga das passarelas e dos elevadores da Via Expressa Baía de Todos os Santos. Inaugurada em novembro de 2013 com pompa e circunstância pelo então governador do estado, Jaques Wagner (PT), a via é uma das maiores obras de mobilidade urbana entregues pelo governo baiano em Salvador, porém ainda apresenta problemas pontuais, como a não instalação de elevadores hidráulicos para portadores de necessidades especiais, com capacidade para transportar de 8 a 10 pessoas. 
 
Os equipamentos, que deveriam estar instalados em passarelas localizadas na Av. Heitor Dias, na Barros Reis e na Estrada da Rainha, ficaram na saudade. Dos oito elevadores previstos, apenas dois foram instalados, mas não funcionam — e olha que o prazo de execução era de seis meses. Enquanto isso, o imbróglio já dura quase três anos e a população continua esperando uma solução: as estruturas que dariam espaço aos equipamentos só servem para acumular lixo, abrigar moradores de rua e aumentar os índices de criminalidade. 
 
Conder: entrega em 2016
Segundo a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), responsável pela obra, do total de oito elevadores, dois já foram instalados em uma das passarelas na Estrada da Rainha. Já  os outros quatro elevadores, previstos para a Avenida Heitor Dias, estão com toda infraestrutura concluída, sendo que “no momento estão sendo instaladas a estrutura em aço inox e a proteção em policarbonato nas quatro torres”. A previsão de entrega é para junho deste ano. 
 
Sobre os dois elevadores restantes, previstos para a Avenida Barros Reis, a Conder afirmou que  eles estão com toda infraestrutura concluída e a passarela já está em pleno funcionamento, restando apenas a fabricação de parte da estrutura e da proteção, que deve ser entregue no próximo mês de abril. 
 
Tomadas pelo crime
Enquanto os elevadores não são instalados, a criminalidade só cresce nas passarelas. No último dia 7, uma mulher foi encontrada desacordada dentro de um elevador em obras, na Via Expressa, no sentido Estrada da Rainha. 
De acordo com a Central de Polícia, a moça estava com as mãos amarradas por um fio de arame, traumas no rosto e sinais de agressão. Só resta saber até quando o equipamento será usado apenas por bandidos.

Notícias relacionadas

[MK fala sobre Lavagem do Bonfim; assista]
Cidade

MK fala sobre Lavagem do Bonfim; assista

Por Metro1 no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 09:13 em Cidade

Em comentário na Rádio Metrópole, Mário Kertész relembrou momentos da vida política e se emocionou ao elogiar o Hino ao Senhor do Bonfim

[Prefeitura disponibiliza sistema cartográfico de Salvador]
Cidade

Prefeitura disponibiliza sistema cartográfico de Salvador

Por Daniel Brito no dia 15 de Janeiro de 2019 ⋅ 20:00 em Cidade

Através da plataforma, é possível visualizar toda a cidade em alta qualidade, ver o mapa geográfico com e sem as vegetações e edificações, além de fazer pesquisa sobre ru...