Cidade

Verão de 2016 acabou e Salvador só tem três quiosques novos funcionando

Após inúmeros prazos descumpridos, mais um verão acabou e os novos quiosques da orla de Salvador, no trecho de Piatã e Itapuã, não estão totalmente prontos. Planejadas para o verão 2014/2015, as primeiras estruturas só começaram a funcionar em meados de março — mesmo assim, apenas três. [Leia mais...]

[Verão de 2016 acabou e Salvador só tem três quiosques novos funcionando]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Camila Tíssia no dia 27 de Março de 2016 ⋅ 16:13

Após inúmeros prazos descumpridos, mais um verão acabou e os novos quiosques da orla de Salvador, no trecho de Piatã e Itapuã, não estão totalmente prontos. Planejadas para o verão 2014/2015, as primeiras estruturas só começaram a funcionar em meados de março — mesmo assim, apenas três. 

Hoje, 13 das 14 estruturas prometidas pela Prefeitura estão prontas, mas dez delas parecem não ter data para serem inauguradas. A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) é a responsável pelo acompanhamento do projeto e instalação dos quiosques. Procurado pela Metrópole, o secretário Érico Mendonça culpou as empresas vencedoras da licitação, além de continuar alegando um atraso no serviço da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba). 

“Por que vocês não procuram os operadores? São eles que têm a obrigação de entregar no prazo que prometeram. Eles que têm que resolver as questões legais das empresas, documentos, CNPJ, alvarás, essas coisas”, respondeu o secretário, referindo-se às empresas Salvador Kiosk e Turismo, Nova Orla e Tuvalu Turismo. 
É, secretário, as empresas têm obrigação de entregar, mas quem as selecionou foi a Prefeitura...

Sobre atraso de unidades, secretário diz que empresas estão “enrolando”
Questionado sobre o porquê de as unidades prontas não estarem funcionando, Mendonça rebateu dizendo que as empresas que ganharam a licitação estão “enrolando”. “É a pergunta que faço a eles. Cobro deles e eles estão enrolando. Não posso mais confirmar prazo, porque eles não cumprem. Na verdade tem, também, o atraso da Coelba, que ainda não concluiu Itapuã. A Prefeitura não tem mais nenhuma ingerência. A gente fez concessão. Nesses casos, os concedentes é que têm que colocar o negócio para funcionar”, declarou o secretário.

À Metrópole, a Coelba afirmou que todas as ligações solicitadas para Piatã já foram realizadas desde fevereiro desde ano. Em Itapuã, os reparos foram programados para iniciar dia 29 de março e terminar até 15 de abril.

Cinco quiosques ainda não adaptaram instalações
Já a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou que, de sua parte, tudo está pronto desde maio de 2015. A responsabilidade agora é das concessionárias. 
“Após inspeção no local, técnicos constataram que cinco quiosques ainda não adequaram as suas instalações internas ao padrão de ligação da Embasa. Esse serviço não é de responsabilidade da Embasa. A concessionária responsável pelos quiosques já foi orientada, mas, até hoje, a adequação não foi providenciada. A Embasa aguarda a conclusão desse serviço para atender os pedidos de ligação de água”, afirmou em nota.

Notícias relacionadas