Cidade

Salvador registra maior alta do desemprego em maio, diz IBGE

Salvador foi a capital que registrou o maior aumento do desemprego no mês de maio entre as capitais pesquidadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A capital baiana registrou aumento de 11,3%, seguida do Recife, com 8,5%, de São Paulo, com 6,9%, Belo Horizonte, com 5,7%, Porto Alegre, com 5,6%, e do Rio de Janeiro, com 5%. [Leia mais...]

[Salvador registra maior alta do desemprego em maio, diz IBGE]
Foto : Marcos Santos / USP Imagens

Por Juliana Almirante no dia 25 de Junho de 2015 ⋅ 11:47

Salvador foi a capital que registrou o maior aumento do desemprego no mês de maio entre as capitais pesquidadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A capital baiana registrou aumento de 11,3%, seguida do Recife, com 8,5%, de São Paulo, com 6,9%, Belo Horizonte, com 5,7%, Porto Alegre, com 5,6%, e do Rio de Janeiro, com 5%.

Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal do Emprego (PME) divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (25). A PME produz indicadores mensais sobre a força de trabalho, que permitem avaliar as flutuações e a tendência, a médio e a longo prazos, do mercado de trabalho.

Considerando as capitais pesquisadas, o aumento no desemprego foi de 6,7% no país. Com o resultado de maio, o crescimento do desemprego acumula 1,4 ponto percentual este ano. A taxa é a mais alta já registrada para um mês de maio desde 2010, quando chegou a 7,5%.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Estamos lascados (lá nele!)]
Cidade

Estamos lascados (lá nele!)

Por Jolivaldo Freitas no dia 22 de Julho de 2018 ⋅ 12:45 em Cidade

Este ano começou em 16 de fevereiro de 2018 e vai até 4 de fevereiro de 2019, quando dará lugar ao Ano do Porco de 2019. Se atente. Leia o artigo

[Preço do aluguel tem redução em Salvador; confira ]
Cidade

Preço do aluguel tem redução em Salvador; confira

Por Gabriel Nascimento no dia 22 de Julho de 2018 ⋅ 11:00 em Cidade

Residenciais com dois quartos são os que mais registraram diminuição. Em relação a junho de 2017, o preço teve queda de 2,25% no mesmo mês deste ano