Cidade

Violência sexual contra médica será discutida em comissão na Câmara

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal promove nesta terça-feira (19), às 13h, uma reunião extraordinária para adotar uma posição sobre a violência sofrida pela médica do Hospital São Rafael. "Assaltos e agressões são freqüentes em unidades de saúde, um ambiente que é de maioria feminina, me solidarizo com a causa das inúmeras mulheres que sofrem essa violência. A comissão vai cobrar medidas dos responsáveis das instituições públicas e privadas", prometeu a presidente do colegiado, a vereadora Aladilce Souza (PCdoB).

[Imagem not found]
Foto :

Por Juliana Almirante no dia 19 de Maio de 2015 ⋅ 11:15

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal promove nesta terça-feira (19), às 13h, uma reunião extraordinária para adotar uma posição sobre a violência sofrida pela médica do Hospital São Rafael. "Assaltos e agressões são freqüentes em unidades de saúde, um ambiente que é de maioria feminina, me solidarizo com a causa das inúmeras mulheres que sofrem essa violência. A comissão vai cobrar medidas dos responsáveis das instituições públicas e privadas", prometeu a presidente do colegiado, a vereadora Aladilce Souza (PCdoB).

O caso também motivou um protesto de profissionais da saúde da unidade de saúde, na manhã desta terça (19). Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed), Francisco Magalhães, a entidade já cobrou do hospital mais segurança e aguarda um encontro com o secretário de Segurança Pública do Estado, Maurício Barbosa.

Notícias relacionadas