Cidade

"Se fosse em 2012, seria um desastre", diz secretário sobre chuvas

O secretário de Manutenção de Salvador, Marcílio Bastos, falou em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta sexta-feira (3), sobre os trabalhos da pasta no período de chuvas na cidade. [Leia mais...]

[
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Juliana Almirante no dia 03 de Julho de 2015 ⋅ 08:29

O secretário de Manutenção de Salvador, Marcílio Bastos, falou em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta sexta-feira (3), sobre os trabalhos da pasta no período de chuvas na cidade. “A chuva foi três vezes superior do que era esperado, foi um problema. Se fosse em 2012, quando encontramos a prefeitura, seria um desastre. Com a arrumação da casa, temos uma outra estrutura”, afirmou.

Ele explica que com o período chuvoso fica difícil para as equipes da prefeitura realizarem obras de recapemento nas vias. “Nós encontramos nossa malha viária totalmente comprometida. O prefeito priorizou o recapeamento. Iniciamos o processo ano passado e esse ano com a chuva as areas que não foram recapeadas são as que sofrem mais. No entanto, com a chuva, não conseguimos colcoar um asfalto a quente, colocamos a frio. É uma medida temporária, porque a durabilidade dele é muito baixa”, disse.

Notícias relacionadas