Cidade

Malu Fontes relembra história divertida sobre Roberto Albergaria

A professora da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Malu Fontes, contou, em participação à Rádio Metrópole, um caso divertido envolvendo o antropólogo Roberto Albegaria, falecido na última sexta-feira (3).

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Juliana Almirante no dia 06 de Julho de 2015 ⋅ 12:30

A professora da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Malu Fontes, contou, em participação à Rádio Metrópole, um caso divertido envolvendo o antropólogo Roberto Albegaria, falecido na última sexta-feira (3). “Ontem (domingo), vi uma cena ótima. Ele merece que a gente lembre com alegria. Fui no velório, e os vizinhos comentaram entre si que uma vizinha dele tinha um tamanco de madeira. Ele chegou e perguntou a ela: 'Quanto custa um sapato de mulher? R$ 150 compra um? Então toma 150 reais, mas você me traz agora!' Ele botou o tamanco como se fosse uma escultura na parede”, lembra Malu.

Ela recorda que Albergaria a chamava de “Maluzinha da Facom (Faculdade de Comunicação da Ufba)”. “Eu me sinto envaidecida, porque era uma esculhambação carinhosa”, diz. A professora também fala que o antropólogo não se importava em seguir as regras do “politicamente incorreto”.  “É uma patrulha em torno disso. Outro dia escrevei “gato e cachorro escreve isso” e me disseram que eu não estava antenada com os direitos dos animais. Se no mundo tem 7 bilhões de pessoas, você não acha que a maioria é imbecil? Só que antes eles falavam na mesa do bar, agora falam na rede social”, declara.

Notícias relacionadas