Cidade

Servidores do judiciário federal decidem manter greve após nova assembleia

Os servidores do Judiciário Federal na Bahia realizaram uma assembleia na tarde desta segunda-feira (6) e decidiram manter a greve iniciada no dia 16 de junho. Uma nova assembleia dos servidores foi marcada para a próxima quinta-feira (9), às 13h, na sede da Justiça Federal, no bairro de Sussuarana. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / A Tarde Online

Por Stephanie Suerdieck no dia 06 de Julho de 2015 ⋅ 17:52

Os servidores do Judiciário Federal na Bahia realizaram uma assembleia na tarde desta segunda-feira (6) e decidiram manter a greve iniciada no dia 16 de junho. O movimento é nacional e reivindica reajuste salarial. A mobilização envolve os funcionários do Juizados Especializados Federais, Justiça Federal, Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Justiça Militar da União e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Após a assembleia, os servidores realizaram uma manifestação em frente ao prédio do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5), no Comércio. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal na Bahia (Sindjufe-BA), os servidores optaram pela manutenção do movimento por conta do risco de veto, pela presidência da República, ao PLC28/2015, que é o projeto de recomposição salarial da categoria, aprovado na Câmara e no Senado Federal. Além disso, o sindicato alega que os servidores estão sem reajustes salariais desde 2009.

Uma nova assembleia dos servidores foi marcada para a próxima quinta-feira (9), às 13h, na sede da Justiça Federal, no bairro de Sussuarana. Com a continuidade da greve, apenas 30% do efetivo está atuando e e estão mantidos somente serviços de emergência e urgência, como algumas audiências, serviços de orientação dos órgãos à população, habeas corpus, mandados de segurança, liminares e alguns pagamentos pelo TRT.

Notícias relacionadas